Cantor cristão nega-se a realizar show por falta de cachê e é apedrejado

37

O cantor gospel Danny Berrios negou-se a subir ao palco após constatar que faltavam 10 mil pesos do dinheiro acertado para seu cachê. O fato ocorreu na República Dominicana.

Danny tem percorrido a américa do sul com sua turnê comemorativa de 30 anos de carreira. Os shows são oferecidos pela equipe do cantor que fecham contrato com cachê estabelecido para cada apresentação. O valor firmado é referente ao sustento do cantor e de sua equipe.

Contudo, um show da semana passada não ocorreu como deveria. O cachê acertado para a presentação no ginásio poliesportivo Hécto-El Vikingo-Monegro era de 50 mil pesos dominicanos, pouco mais de dois mil e cem reais. Entretanto, pouco antes de subir ao palco, o cantor constatou que não havia sido pago o cachê. Com a cobrança do público para o início do show, foram providenciados 40 mil pesos dominicanos, mas o cantor teria insistido que só se apresentaria se fosse paga a diferença de 10 mil pesos dominicanos (pouco mais de 400 reais). Outro suposto motivo para o cantor não apresentar-se era a pouca quantidade de pessoas que haviam comparecido ao show.

Os expectadores, que haviam pago ingressos entre 300 e 400 pesos (12 e 17 reais) revoltaram-se e, passando pelas grades, foram até o camarim do cantor. Lá jogaram pedras e garrafas de água em Danny, impedindo que voltasse ao veículo em que viajava.

A polícia nacional dominicana teve de intervir para que Danny Berrios pudesse deixar o local, cuja rua já apresentava um grande congestionamento.

Danny Berrios é um tradicional cantor de música gospel. Nascido em Miami, nos Estados Unidos, é filho dos evangelistas José Pepito Berrios e Clara Berrios. Desde jovem tem se dedicado à música cristã, tendo recebido até mesmo um disco de ouro no Brasil pelo álbum “Gloria a Dios”, lançado em 1986.

Fonte: Gospel+
Com informações de ensegundos.net


37 COMENTÁRIOS

    • Moda??,aqui já é assim faz tempo.
      Já fiquei sabendo de cada uma.
      Um pastor de uma cidade vizinha entrou em contato com o Régis Danese para vim em um evento na cidade dele e ele pediu 30 mil reais,a Mara Lima pede 7 mil se não me engano e mais o diesel do veículo deles,e a Cassiane pediu uma quantia pra vir em Itapetininga que a igreja não podia pagar,aí ela mandou CDs para a igreja vender e aí ela veio.
      Agora alguns já tem parceria com a Sony e com a Somlivre,com o Faustão e Raul Gil,então acho que o preço deve cair …..
      Eu fico besta com isso,deviam bicotar esses shows gospel.

    • Gent..naum julguem..alguem estava la?viu o q aconteceu?falou com ele?ah mara lima e etc tem pessoas q trabalham junto e precisam sustentar a ksa..entaum parem d julgar,eles tao levando a palavra d Deus,e vcs soh cutucando..ta loko

  1. Ele não louva a Deus, mas canta pro os homens.Isso é o mal de muitos que acha que a glória é sua.DEUS NÃO DIVIDE A GLÓRIA DELE COM NINGUÉM.!!!!!!
    E Ele mostrou isso pra esse tal de danny(o nome dele foi escrito com letra minúscula propositalmente,poque não merece ser tratado com dignidade.MERCENÁRIOOOOOOOOOOOO!!!!!

  2. “Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros”. Jo 13:35.

    É lamentável ver o evangelho sendo ultrajado desta forma. De um lado um homem que, se não for mais um mercenário da fé, agiu como um; do outro, um bando de “bodes”, “joio”, enlouquecidos idolatrando artistas gospel, exigindo a poder de pedradas, um show que lhes foi vendido. Algo que deveria ser a pregação do evangelho em forma de louvor, na verdade, não passava de mais um show; onde o artista é ovacionado pelo “seu” talento.

    Não há amor. Não há perdão. Tudo igualzinho ao mundo: “Eu quero oque é meu e ponto final!”
    Mas não pesem os irmão que isso acontece só no mundo das “celebridades” gospel. Acontece no meio das nossas congregações. Dentro dos departamentos.

    Falta fé em Deus. As pessoas querem ser reconhecidas dos irmãos pelo “seu trabalho”; como se Cristo não tivesse ensinado que cada um de nós deve ser fazer o menor, para ser reconhecido por Deus. Estão acorrentadas aos valores deste mundo. Querem aparecer a qualquer custo.
    Lamentável.

    “Mas Jesus, chamando-os a si, disse-lhes: Sabeis que os que julgam ser príncipes dos gentios, deles se assenhoreiam, e os seus grandes usam de autoridade sobre elas;
    Mas entre vós não será assim; antes, qualquer que entre vós quiser ser grande, será vosso serviçal;
    E qualquer que dentre vós quiser ser o primeiro, será servo de todos”. Mc. 42:44.

    No amor de Cristo Jesus,
    Pastor Alvaro Junior.

    • Concordo plenamente com o senhor Pastor, ainda bem que temos pastores enviados por Deus. Sou Levita da minha igreja canto e toco violão mais faço por amor a obra de Deus,

  3. Ele tá erradissimo. Se uma pessoa fosse alcançada já valeria a pena, se tivesse só 1 pessoa lá ele se fosse cristao de verdade deveria ter ido e de graça. Esse só pensa em dinheiro, na obra de Deus neca de pitibiriba. è um mercenario.

  4. Ouxi, como se no Brasil não fosse diferente..

    aconteceu algo semelhante com a cantora Alice Maciel aqui no RN.

    Acontece com muitos cantores aqui no Brasil..e pregadores..

    Como Marcos Feliciano que cobrou 12mil , o pastor só tinha 8 mil, ele rejeitou..

    Há muito tempo que o evangelho virou comércio.. e só olham pra Universal e Mundial..abram os olhos!!

  5. Como assim d graça?vc trabalha d graça?claro que naum.gent seis tem q entender q eles escolheram viver soh da obra d Deus,eles naum trabalham com outra coisa.como eles sustentaria a família e os cantores grandes entaum que ainda tem outras pessoas(músicos,montadorer d palco etc..).vamos ser mais mente aberta:)

  6. Concordo que não devemos julgar e que o trabalhador é digno do seu salário.
    Acontece que antes do dinheiro vem o Ministério. Mesmo tendo que pagar as despesas e os músicos. Digo como cantora, já cantei no mundo e muitas vezes as pessoas não tinham muito dinheiro para pagar, mas ia pela arte, que diria se fosse pela obra.
    Agora testemunho pior foi apedrejar o homem.

    • Concordo, porém é como eu disse em meu comentário, trabalhar pela obra é uma postura muito fácil quando somos sozinhos. Num grupo, é preciso haver concenso entre todos. Cinco minutos antes de começar uma apresentação fica bem difícil combinar isso, ainda mais tendo um grande histórico a respeito. É muito complicado! Os mercenários da fé estão se aproveitando disso, acredite. Se aproveitando da ingenuidade do povo cristão. Ingenuidade essa que, por um lado é boa, porém, para tudo há um limite.

  7. Olha só pessoal, o cantor cobrou um cachê de R$2.000,00 mais ou menos, isso incluindo toda banda e equipe qu o acompanha, você acham que é caro? As igreja aqui em São Paulo por exemplo costumam pagar 5 vezes mais que isso pra maiorria das bandas cristãs e o fazem sem reclamar. O problema aqui é o seguinte, pra muita gente, “cristão” ou “crente” virou sinônimo de “mercenário” .. e para muitos produtores de eventos, um bando de “idiotas”. Explico minha colocação. Também sou músico cristão e já toquei em muitos lugares, em dezenas deles acertávamos o cachê uma semana antes (combinado não sai caro) e no final da apresentação simplesmente chegavam e nós e diziam que não tinham a grana. O que eu faço? Falo ampem pra pessoa e oro com ela? Para com isso gente! Combinado é combinado. Se a pessoa vê que não tem a grana ou parte dela, liga para o responsável da banda e converse poxa, na maior parte das vezes que isso aconteceu poderíamos ter tocado sem receber um centavo, mas desde que fosse combinado antes. Assim, não levariamos parte da equipe (que vive disso e tbm tem família pra sustentar).

    Você que trabalha costurando roupa, vai aceitar metade do pagamento? O frentista do posto enche seu tanque e terá que aceitar o valor referente a metade dele? Vc gasta R$400,00 no mercado e se acha no direito de pagar só r$200,00 no caixa? O mesmo acontece aqui gente, é a mesma coisa. Não há diferença, pois tudo o que fazemos devemos fazer como se fosse para o Senhor, seja num posto, num mercado, numa loja de costura ou num show.

    Acontece que muito produtores sem ética nenhuma, antes do show já sabem que não vão pagar o combinado. O que eles fazem? Deixam a coisa rolar porque na hora do “vâmo vê” o único que pode ser prejudicado é o artista, que se passa por mercenário. Entenderam? Como é que fica esse negócio então? Somos obrigado a baixar a cabeça pra esse tipo de coisa (que Deus certamente não se agrada) somente pra não ficar mal com o público? Para com isso.

    É claro que existem casos e casos, e precisamos analisar com calma. No entanto, esse caso aí do Danny tá na cara que é mais um nó que esses produtores dão. Analisem melhor as coisas pessoal, nem tudo é o que parece ser.

  8. O talento que o Senhor Deus concede ao homem,é para que o mesmo utilize-o para trazer liberdade aos cativos,curar enfermos,ganhar almas e etc…e não para viver do talento seja ele qual for,já imaginaram se Moisés cobrasse para tirar o povo de Israel do Egito?O que Deus faria com ele?

  9. A biblia diz que os sacerdotes podem viver para o ministério e do ministério,creio que a forma
    como este cantor agiu não foi legal,mas não justifica a atitude da platéia de agir com ira.

  10. é lamentavel mais o povo d Deus tem que ser conciente que o comercio critão de cantores mercenarios ha tempos que existem mais como prudentes que somos aos poucos podemos ir boicotando e passando essa mensagem a frente.porisso a piraaria da de 10 xO porque nossos cantores de cassiane a marcos antonio estão caindo da midia.

  11. Esqueceram de falar em “donos” de igrejas que dão calotes em seus convidados especiais, não recepcionam e os deixam a “Deus dará”
    Conheço um casal de artistas, pessoas de Deus, com testemunho, que certa vez foram hospedados em um MOTEL. Hoje só fecham contrato depois de verem o site do hotel onde serão hospedados, e são taxados de prepotentes.
    O homem é um produto do meio e egoísta é quem julga com palavras vazias de amor.

  12. desde jovem acompanhei a carreira de Dany berrios.como morava na fronteira lá é comum esses louvores em espanhol e ele era e ainda é um dos mais populares,mas como diz a biblia ,o dinheiro é a raiz de toda a amargura

  13. Boa tarde a todos, gostaria de dizer que se um cantor dizer que vai ao evento só pelas despesas,
    Aquelas pessoas que realizam o evento, vão dar para ele comer angu com feijão e dormir em um colchão no fundo da igreja, e vão querer que ele viaje 2.000 km de ônibus e se possível de pau de arara, vocês estão dizendo tudo isso é porque não está no meio do negócio,
    entra pra ver como que pimenta nos olhos dos outros e refresco…..

  14. Paz e graça para todos. Eu acho isso um absurdo, verdadeiramente o meio gospel virou uma maquina de fazer dinheiro. e nao venham mim dizer que é para anunciar o reino de Deus. !!! Eu penso que o culpado disso tudo somos nos mesmo. que investimos nestes sugadores. (VAMOS FAZER UMA CAMPANHIA DE NAO COMPRAR NENHUM CD, DVD DESSA MAFIA)

  15. É verdade. as despesas sao grandes mais nao esta se falando de nao pagar. pelo trabalho deles, e sim nao valor exorbitante que é cobrado. Tem cantores Evangelicos que cobrar R$ 100.000,00 25.000,00 mais passagem e uma sere de exigencias. Mesas com toalhas brancas, salgados, doces, Etc. Pastores tambem. eu acho isso um absurdo. tudo isso é para cantar 1 hs.

  16. isso não é novidade aqui na cidade de marilia sp a
    uma cantora famosa do grupo voices so subiu no pulpito da igreja quando o dinheiro estava com a quantia correta ,se nao tivesse o conbinado ela nao cantava.

  17. Viver da Obra?

    Ao ler passagens da bíblia sobre discípulos, evangelistas, apóstolos, profetas e outros servos de Deus, tem se a impressão de estamos contemplando a vida de pessoas humildes, pessoas que não têm posses, desprovidas de bens materiais e dispostas ao SOFRIMENTO HUMANO (Vide Mateus Cap. 10).
    Vejo nas palavras de Jesus ao enviar os discipulos, indícios que os mesmos não seriam contemplados com status social pela obra que fariam, pelo contrário, vejo em Suas palavras um aviso de que a alegria não estaria estampada para que outros pudessem ver, mas que seria transmitida, como que por ondas de rádio de pessoa para pessoa através do Espírito que estava em si, ou seja ao receberem o evangelho as pessoas receberiam a alegria produzida por Deus em suas vidas e todo a obra seria conferida à Aquele que originou-a e não a quem apenas conduziu.
    Ao ler a notícia e ver tamanha indignação dos leitores, seja pela atitude do cantor, seja pela atitude do público, sinto-me envergonhado como cristão. Não pelos irrmãos que se equivocaram em suas atitudes mas porque vi a matéria como em um espelho que reflete todo o povo que se chama cristão sobre a terra nos dias atuais, vejo através da notícia o que o cristiaismo tem se tornado de um modo geral em nossa sociedade.
    Funciona mais ou menos assim:
    De um lado coloque pessoas “especiais” sobre pedestais (diga-se púlpitos ou palco), renda a elas toda a nossa admiração (leia-se adoração ou idolatria, embora nenhum Crente, como eu, consiga admitir nem sob tortura), dê um título, para que possamos nos referir a pessoas com tal talento, chame de “O Servo de Deus”, Pastor, Cantores, Evangelistas, Missíonários, Líderes, Apóstolos, Semi-Deus e etc., faça destas pessoas referência de caráter, talento, retidão, espiritualidade, santiidade, etc. e esqueça, simplesmente que, embora tenha se tronado, no nosso imaginário, criaturas de tão imensurável prestígio, ainda continuam sendo aquele ser que, depois de comer o fruto proibido nunca mais parou de pecar e necessita MORRER tdiariamente para que DEUS viva em sua vida.
    Do outro lado estamos nós, o “POVO”, quem lê, assiste, ouve, dança, acredita,admira, defende, ora… Somos nós quem criamos estes MOSNTROS! Eles estão cheios de nós!!
    Dentro daquele pastor que só prega por 8 mil e não por 6 mil, estão os DVDs que voçe comprou porque achou bque a pregação dele era melhor que a do seu pastor. Aquele cantor que recusa se-apresentar” (a que ponto chegamos SE-APRESENTAR!) porque o cachê não é o suficiente está cheio da sua admiração pela técnica adotada nos acordes e nos vocais ao gravar suas músicas e vê-las sendo cantadas em todas as igrejas. O grupo de louvor que não vai a igrejas com menos de 5 mil membros está cheios dos seus votos em sites que premiam talento, foi por causa da FAMA deles que você deixou de orar e investir no seu ministério, afinal o louvor da sua igreja não têm tanta unção quanto quanto eles. Eles merecem porque “é um chamado especial que eles têm”.
    Aí eu pergunto: De quem é a culpa? Deles ou nossa?
    Qual a solução? Continuar subido o ego dos irmãos pelo que fazem? Querendo ser reconhecido pelo seu talento? Querendo o Cantor X, Pregador Y, Evangelista Z no seu evento porque vai encher mais?
    Meu irmão e minha irmã, o maior sucesso gospel não atrai ímpios para ouvir de Jesus só atrai crente. Vamos matar essa aberração que criamos, pois ela é filha dos crentes. Vamos fazer isso acabando com as grande multidões e voltando a pregar na nossa vizinhança, congregando com as pessoas que vemos todos os dias, cuidando de cada uma delas, sabendo se está tudo bem, esuqecendo as guitarras, as baterias e os microfones, pois tem muita gente doente na igreja e quando a multidão é grande não dá pra saber se todo mundo ta tomando o remédio, que muitas vezes é amargo mas traz a CURA!!!
    Deus os Abençoe!

Deixe uma resposta