Marina de Oliveira

Marina de Oliveira ([local]Rio de Janeiro/RJ – [/local] 20 de setembro de 1961) é o que se pode chamar de estrela de um segmento. Das suas múltiplas aptidões podemos destacá-la como cantora, empresária, artista plástica, coreógrafa, roteirista, diretora, apresentadora de TV.

Com mais de 20 anos de carreira no mercado gospel, possui 16 álbuns lançados e 1 DVD gravado, com todos os tabus que quebrou, foi considerada a Madona Gospel Brasileira, por suas inovações nesse segmento.


Perfil:

 

Nome: Marina de Oliveira
Idade: 48
Data de Aniversário:
Estado Civil: Viúva
Pais: Arolde de Oliveira e Yvelise de Oliveira
Filhos: Luiza e Letícia
Bairro: Ipanema
Animal: nenhum
Igreja que congrega: Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
Tempo de ministério: 24 anos
Instrumento musical: nenhum
Estilo de música que mais gosta: Música Congregacional
Cantor: Alex Gonzaga
Cantora: Rose Nascimento
Livro: Todos da série Deixados para Trás
Filme: A Noviça Rebelde
Prato preferido: Picanha fatiada com Arroz maluco
Cor preferida: Tons pastéis
Lugar pra descansar: Hotél Fazenda
Uma mania: Arrumar as coisas
Um defeito: Não fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo
Uma qualidade: Capacidade de perdoar e esquecer
Lugar especial: Colorado Vail Village
Uma alegria: Filhas
Um medo: Magoar as pessoas
O que mais detesta: Falsidade e Mentira
Futuro: Crescimento Espiritual
Sonho: Ver a música evangélica ser respeitada
Agradecimento:
A todos que oram por mim

Família:


Marina é filha do Deputado Estadual Arolde de Oliveira, e filha de Yvelise de Oliveira, a toda poderoso diretora do Grupo MK, o grupo de comunicação gospel mais forte do país. O ano de 2010 se iniciou com uma tragédia em sua vida e família. Uma fatalidade vitimou seu irmão Benoni de Oliveira e seu marido Sérgio Menezes, que num voo de ultraleve na cidade do Rio de Janeiro, acabaram caindo numa lagoa e não resistindo. A união dos dois havia sido em 2007, quando numa cerimônia mágica se uniram declarando amor eterno. Saiba aqui todo o relato da tragédia.


Carreira Musical:


Marina “abriu as portas” para a música gospel se apresentando em grandes casas de show no Rio de Janeiro – como o Canecão, Imperator e Metropolitan, hoje Citibank Hall – e produzindo eventos de grande porte (“Canta Rio”), onde reuniu mais de 200 mil pessoas (Quinta da Boavista – RJ, 1995). O “Canta Rio 99”, por exemplo, teve um público superior a 120 mil pessoas na Praça da Apoteose.


Marina de Oliveira iniciou oficialmente sua carreira em 1986, com o lançamento do LP Imenso Amor. Logo ficou conhecida como a “Marina do Faça um teste” após sua música ser maciçamente executada na rádio Melodia FM do Rio de Janeiro, dando projeção para todo o Brasil; “Acho que marquei um tempo musical com a música Faça um teste (…), fui ousada e paguei o preço”, diz Marina de Oliveira em entrevista para a publicação especial que acompanhou o CD Canta Brasil 500.


Buscando levar seu ministério a outros países, em 1997, MARINA DE OLIVEIRA lançou SPECIAL EDITION, um CD com cinco músicas, e seus respectivos playbacks, em inglês. Mais um passo em sua busca em seguir a Jesus e levar sua palavra a todos


Discografia:

– CARREIRA SOLO

  • Imenso Amor (1986)

  • Acredito no Amor (1988)

  • Canções de Luz (1989)

  • Uma Voz do Coração (1991)

  • Onda de Amor (1993)

  • Marina de Oliveira Ao Vivo (1994)

  • Momentos Vol.1 (1995)

  • Momentos Vol.2 (1995)

  • Marina de Oliveira Special Edition ((em inglês)) (1997)

  • Coração Adorador (1999)

  • Aviva (2000)

  • Um Novo Cântico (2002)

  • Remix 17 (2003)

  • Meu Silêncio – Ministração Profética Entre Amigos e Irmãos (Ao Vivo) (2006)

  • Permíteme ((em espanhol)) (2008)

  • Eu Não Vou Parar (2008) – Concorreu ao Grammy Latino 2009

DISCOS MIX

  • 1986 – Marina (Cortesia)

  • 1992 – Celebrando a Deus com o Planeta Terra (Cortesia)

COMPACTOS

  • 1988 – Marina de Oliveira (Cortesia)

EP’s

  • 1996 – Edição Especial – CD Ingresso – Metropólitan (Marina de Oliveira / Catedral)

  • 1996 – Prá Valer – CD Ingresso – Imperator (Cristina Mel / Marina de Oliveira)

  • 1999 – Marina e Alberto – Casamento (Cortesia)

COLETÂNEAS

  • 1991 – Grandes Momentos

  • 2002 – Coleção 2 em 1 (Cristina Mel / Marina de Oliveira)

  • 2004 – Série Grandes Nomes (Marina de Oliveira / Ludmila Ferber)

  • 2005 – MK CD Ouro – As Dez Mais de Marina de Oliveira

  • 2005 – MK CD Ouro – As Dez Mais do Voices

  • 2008 – O Melhor da Música Gospel – Edição 16 com Marina de Oliveira

Décimo sexto disco:


Pela primeira vez, a cantora permitiu que sua mãe se envolvesse 100% no projeto. “Eu sempre me envolvo no CD de todos os cantores. Eu vou ao estúdio, acompanho as gravações e, no caso da Marina, a gente não sabe por que, mas ela nunca me deixou, nunca precisou. Dessa vez, ela chegou pra mim e disse: ‘mãe, você vai fazer todo o meu CD. Deus vai te dar as músicas e eu quero que você faça tudo, até a ordem das músicas, tudo, tudo’. A Marina é minha filha, e esse CD é um filho meu “, afirma Yvelise.

“Esse é um novo tempo para descobrir caminhos novos. O CD está muito pra cima, com canções de muita celebração, assim como a fase que estou vivendo. Toda felicidade que está no meu coração eu quero expandir, e vocês vão receber com a graça de Deus”, compartilha. A cantora compara o novo trabalho com o último álbum anterior, MEU SILÊNCIO. “Cada um tem um peso. MEU SILÊNCIO foi um CD de recomeço, teve esse peso de um recomeço de vida. Esse novo trabalho tem esse peso do amadurecimento, de toda aquela felicidade que eu pude viver durante o meu silêncio, que eu quebrei”, garante Marina, que no novo disco gravou a música chamada “Quebrei o Silêncio”. Realmente, ela não vai parar. Ainda bem!

Talento artístico:


Como Diretora Artística da principal gravadora gospel do país, a MK Music (que detém 70% das vendagens do gênero, que hoje abocanha 30% do mercado fonográfico), Marina de Oliveira se tornou um dos principais expoentes do movimento gospel. Marina também apresenta o programa Conexão Gospel (TV Gênesis – sábado às 17h30; TV Boas Novas – domingo, às 15h30; internet: www.conexaogospel.com.br), há quase 10 anos.


Grupo Voices:


Idealizado por Marina, esse grupo de sucesso conta com a seguinte formação: Marina de Oliveira, Fernanda Brum, Liz Lanne, Eyshila e Jozyanne. O site oficial do grupo faz o seguinte relato: Com o objetivo de suprir a carência no mercado musical gospel de um grupo vocal que desenvolvesse um trabalho moderno, antenado com as novas tendências da música internacional e que abrisse o mercado externo, surgiu, há dez anos atrás, um grupo feminino que chamava atenção pela virtuosidade de suas intérpretes, o VOICES. A idéia era apenas gravar um álbum em espanhol, sem nenhuma pretensão de perpetuidade, principalmente, no mercado nacional. Afinal, era formado por cinco dos principais nomes da música gospel, Marina de Oliveira, Fernanda Brum, Liz Lanne, Eyshila e Jozyanne que, no final de 2005, deixou o grupo dando lugar a cantora Lilian Azevedo. Mas, o que era projeto, tornou-se ministério. E o CD em português não demorou a chegar. Hoje, comemorando uma década de trajetória marcada pela inovação, o VOICES lança seu sétimo trabalho pela MK MUSIC: SOBREVIVEREI.


A discografia do grupo: 1997 – Colores Del Amor, 1999 – Corações Gratos, 2000 – Por Toda Vida, 2001 – Coração de Criança, 2002 – Aliança, 2005 – Acústico, 2007 – Sobreviverei, 2008 – Natal


Outras informações sobre Marina:


Além da discografia de Marina de Oliveira, a cantora possui um disco teste denominado como Disco Mix de cortesia que levava para as igrejas no início de sua carreira, feito antes de seu primeiro disco de carreira, no início de 1986 com duas canções: “Autor da Minha Fé” (gravada originalmente pelo grupo Elo e depois regravada por vários cantores) e “Deus o Cordeiro Nos Deu” (que onze anos depois viria ser regravada por Léa Mendonça)


Em 1988, Quase na mesma época de lançamento do seu segundo álbum, Marina produz um segundo disco de cortesia com mais duas faixas: “Autor da Minha Fé” (faixa com o mesmo instrumental da primeira gravação, mas com a voz regravada) e “Maior Amor” (versão de uma música da cantora americana Whitney Houston).


No início dos anos 90, a gravadora Continental lançou algumas compilações dos mais expressivos cantores evangélicos da época, e dentre eles Marina de Oliveira, com a coleção de nome “Grandes Momentos” de 1991, com alguns sucessos de seus três primeiros discos de carreira.


Na época da ECO-92, Marina produz o compacto “Celebrando a Deus com o Planeta Terra” com duas faixas: “Grande Deus” e “Grandioso És Tu”.


Em 1995, Marina se preparou para gravar o álbum “Momentos” que seria à princípio com uma quantidade regular de faixas. Mas pela primeira vez em até então nove anos de carreira, ela passou a receber canções de compositores renomados dos mais diversos. Ela ficou tão maravilhada com as músicas que chegavam que quando se deu conta da quantidade de faixas a serem gravadas, o álbum acabou sendo dividido em dois volumes balanceados lançados simultaneamente, o que acabou levando oito meses para que o álbum fosse concluído e lançado em dezembro do mesmo ano.


Ao decorrer do ano de 1996, Marina promoveu seu lançamento duplo “Momentos 1 e 2” com alguns shows em grandes casas de espetáculo, e dividiu o palco com alguns grandes nomes da música evangélica, como a Banda Catedral (Metropolitan, em Junho) e com a cantora Cristina Mel (Imperator, em Dezembro). Para a venda dos ingressos de cada desses shows, foram feitos CD’s em edição especial com gravações inéditas dos artistas.


Em 1997, a gravadora MK participou da CD Expo, feira de exposições de CD’s, e para este evento teriam que lançar algum álbum internacional. Desde então, foi lançado o grupo Voices que teria como integrantes Marina e Fernanda Brum, que convidou Eyshila, que contou com o reforço nos vocais de Jozyanne que até então fazia parte do grupoAltos Louvores e que em seguida acabou participando da primeira formação do grupo até 2005, e em seguida recebeu mais uma integrande, a também integrante do Altos Louvores, Liz Lanne.


A canção a ser trabalhada pelo grupo foi Celebrate The Lord cantada metade inglês metade espanhol, canção que dois anos antes a própria Marina havia gravado em seu álbum “Momentos Vol.2” totalmente em inglês, e que foi sucesso absoluto e até hoje é lembrada.


Ainda na CD Expo, Marina também lançou seu álbum internacional (vide discografia) com uma música inédita cantada metade em espanhol e o restante em inglês com o título “”Holy””, mais duas canções de seu lançamento duplo “Momentos Vols. 1 e 2”, e mais duas músicas que viriam na versão em português de seu próximo álbum, sendo lançado dois anos após.


Marina de Oliveira foi uma cantora solista pioneira no meio evangélico em lotar casas de espetáculo como fez várias vezes no Imperator, duas vezes no Canecão, o antigoMetropolitan (atual Citibank Hall), além de participar várias vezes em memoráveis apresentações no Maracanã e Maracanãzinho, e levar a palavra de Deus com a música na Praça da Apoteose.


Um ano e meio após o lançamento do cd “Meu Silêncio”, cd gravado após um período de aproximadamente cinco anos definidos pela própria cantora como “um período de silêncio” (ver sessão “discografia”), Marina de Oliveira lançou seu 15º cd. Com o título “Permíteme” o álbum gravado em língua hispânica revela as pretensões da cantora em alcançar o mercado latino-americano.


Depois de muitos anos, Marina volta a participar da Marcha para Jesus no ano de 2007 em São Paulo, levando a multidão à contrição e a mais profunda adoração naquela maratona de louvor.


Marina foi a das primeira locutora da rádio El Shadai 93 FM, uma das primeiras locutoras das rádios FM (principalmente no meio evangélico) e foi a primeira voz a ir ao ar na madrugada de 25 para 26 de Maio de 1992, no Rio de Janeiro. Permaneceu no ar como locutora por volta de um pouco mais de um ano, no horário de entre 10 horas da manhã às 14 horas.


Embora Marina não se defina como uma exímia compositora, artistas como Carlinhos Félix (Perfeita Estação), Yerushalém (A Brecha, Galera de Cristo, Caminho verdade e vida), Maurizete Catarina (Maravilhosos Caminhos), Fernanda Brum (As Cores do Amor) entre outros, já gravaram algumas canções escritas por ela sozinha ou em parceria, em meados dos anos 90. Em 2006, a veia de compositora se aflorou novamente, e Marina compôs a maior parte de seu álbum “Meu Silêncio – Ministração Profética Entre Amigos e Irmãos”.


Coincidentemente ou não, Marina lançou diversos trabalhos em períodos de fim de ano: “Imenso Amor”, “Momentos 1 e 2”, “Special Edition”, “Aviva”, “Remix”, “Meu Silêncio – Ministração Profética Entre Amigos e Irmãos”, e o mais recente “Eu não Vou Parar”.

Tragédia na Família de Oliveira – Confira a cobertura completa:

O acidente

Especial Marina de Oliveira

Mais informações