Eyshila revela apoio a Jair Bolsonaro: “Deus abençoe nossa nação”

0

A cantora Eyshila vem liderando a reação a um grupo de artistas seculares que tem aderido à campanha #EleNão, em desaprovação à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL), usando a hashtag #EleSim. Além dela, alguns artistas evangélicos têm mobilizado suas redes sociais para expressar seu apoio ao deputado federal.

Em um depoimento expressivo no Facebook, Eyshila relatou seu contato com a esposa do candidato, Michelle Bolsonaro, acrescentando que seu voto está “decidido e revelado”, e que parte dessa decisão foi formada por conta do que testemunhou nas vezes que se encontrou com a esposa do candidato: “Ela não é nem de longe uma mulher mal amada, maltratada, desprezada ou espancada pelo marido. Ela tem uma filha linda desse casamento que também é apaixonada pelo pai”, disse na legenda de uma selfie com Michalle Bolsonaro.

“Enquanto isso a mídia, movida por um espírito que se opõe à mudança de rumo da nossa nação, dissemina ódio pelo único candidato que tem chance de banir essa quadrilha que quer nos transformar na Venezuela, só que Pluz Size (tamanho gigante)”, afirmou. “Pelo amor de Deus, meninas! Mulheres, vocês são inteligentes demais para serem manipuladas pelas Anitas, Danielas e Deboras Seccos”, acrescentou.

O movimento dos artistas evangélicos pró-Bolsonaro vem usando a hashtag #EleSim. Antes da atual ação, André Valadão já havia declarado seu voto no capitão do Exército, e posteriormente voltou a usar suas redes sociais para abordar o tema: “ossa bandeira diz ‘Ordem e Progresso’ e eu amo isso. Mas antes de ter progresso, nós precisamos de ter ordem”, afirmou o cantor.

Recentemente, o cantor Davi Sacer também gravou um vídeo, dizendo que não tem medo de dizer que é favorável ao candidato. “Eu acho um absurdo cristãos, evangélicos ou católicos e pessoas de bem, votarem em quem é contra a família, a favor do aborto, pela liberação das drogas, gente que defende a pedofilia, gente corrupta e que tem roubado o Brasil nos últimos 30 anos. Lula, Temer, Dilma, Fernando Henrique, Collor de Melo, essas pessoas e seus partidos acabaram com o Brasil, não é possível que a memória de alguns seja tão curta”, escreveu o cantor em seu Instagram.

Alguns dos artistas se manifestaram de maneira silenciosa, como a cantora Lydia Moisés, que mudou a foto do perfil no Instagram, adicionando uma tarja em apoio a Bolsonaro com a hashtag #EleSim na legenda, sem nenhum comentário adicional. O mesmo caminho foi seguido por Elaine de Jesus, que também adicionou a tarja em apoio ao candidato do PSL.

Já o cantor David Cerqueira foi mais ousado: publicou uma imagem sua com uma camiseta em apoio a Bolsonaro e explicou porque decidiu apoiá-lo. “Medo nenhum de me posicionar. Respeito SEU Candidato. Não vou tentar te convencer a mudar de voto, mas eu acredito nesse cara! E digo #ELESIM”, escreveu ele.

Por fim, o cantor David Quinlan, sem mencionar o nome de Bolsonaro, deu indicativos de que seu voto é sempre no âmbito do conservadorismo: “A minha opinião não tem que ser igual à sua (sou e apoio a direita), e nem a sua igual à minha, mas precisamos nos respeitar, isto é o mínimo que podemos fazer um pelo outro. À despeito do que aconteça eu espero que em breve a gente possa se ver como irmãos outra vez. Orando pelo nosso país”


Deixe uma resposta