Cantora Diná Mendes emociona com ação de evangelismo em hospital

0

A cantora Diná Mendes fez uma ação evangelística em um hospital, e o vídeo tem emocionado milhares de internautas nas redes sociais. Com seu violão, ela canta mensagens de esperança e fé.

Ao saber da repercussão de sua iniciativa voluntária, Diná afirmou que não sabia que o vídeo tinha tomado tamanha proporção. “Eu fui apenas com o meu violão e um homem chamado Ricardo fez o vídeo. Eu nem o conhecia… agora que ele se tornou meu amigo”, contou. “Eu voltei para casa [após o trabalho de evangelismo] e depois alguém me ligou, dizendo: ‘Diná, o seu vídeo está com muitas visualizações’. Então eu fui olhar para entender a dimensão de tudo isso agora. As pessoas estão compartilhando, estão gostando da ideia”, acrescentou.

Em uma entrevista recente, a cantora disse que a música é uma arte presente em sua vida desde a infância, e que ao longo da juventude Deus colocou em seu coração o desejo de servir a Ele cantando: “Eu canto desde menina, desde os quatro ou cinco anos de idade que eu comecei a louvar, aprendendo com o meu pai, que é pastor da Assembleia de Deus. Mas esse chamado para um ministério muito mais profundo com Deus, de um louvor mais ungido e voltado para a elevação espiritual na vida das pessoas, veio aos 14 anos”, contou.

“Deus começou a me dizer que tinha um grande trabalho para minha vida. Que Ele iria me usar para alcançar muitas almas para o Reino d’Ele”, relembrou, antes de afirmar que agora sabe exatamente qual a vontade do Pai para seu ministério: “Ele me disse que me colocaria no meio de diferentes pessoas, de diferentes níveis, inclusive nas áreas profissionais. Eu não entendia aquilo no começo. Eu era muito jovem. Mas o tempo passou, já faz cerca de 25 anos que louvo”, relembrou.

Diná Mendes possui três álbuns gravados e considera esses CD’s uma conquista pessoal, mas mantém o propósito do ministério acima das questões profissionais do meio musical: “Durante todo esse tempo, gravando e lançando esses CD’s, o Senhor sempre me despertou para uma obra de evangelismo pessoal… no qual eu pudesse fazer mais por Ele, mais do que cantar em igrejas”.

“O que me levou a cantar em outros lugares, além das igrejas, muitas vezes foram as portas fechadas e falta de oportunidades. Uma vez eu orei a Deus e perguntei: ‘Por que o Senhor me prometeu levar a muitos lugares, que iria fazer grandes coisas, mas eu ainda sinto as portas fechadas?’. Ele me respondia: ‘Filha, eu tenho outros palcos para ti. Eu tenho outros lugares para que você vá. Lá não há concorrência, não há plateias, mas é o campo que eu quero que você vá”, resumiu.

Confira o vídeo da ação de evangelismo:

Assine o Canal

Deixe uma resposta